Via-Lucis

Resurrexit, sicut dixit, Alleluia!

No último dia 2 de Abril, na liturgia do Domingo da Misericórdia, os fiéis se reuniram na Igreja Matriz antes da Santa Missa para meditar o Mistério da Ressurreição de Nosso Senhor, percorrendo um caminho de quatorze estações, chamada de Via-Lucis. Este caminho é o paradoxo do caminho da Via-Crucis. Entretanto, a Via-Crucis é “conditio sine qua non” para o Caminho da Ressurreição (cf. Lc 21, 26).

Com efeito, os acontecimentos da Via-Crucis concluem-se no sepulcro, e deixam, talvez, em nosso interior, uma imagem de fracasso. Mas esse não é o final. Jesus com Sua Ressurreição triunfa sobre o pecado e sobre a morte. E, ressuscitado, dedicará nada mais que quarenta dias em devolver a fé e a esperança ao seus. Depois lhes deixará dez dias de reflexão – como jornadas de retiro e oração – em torno à Maria, para que recebam a força do Espírito que lhes capacite para cumprir a missão que Ele lhes confiou. Nos encontros de Jesus com os seus, cheios de intimidade e de esperança, o Senhor aparece de improviso, onde e quando menos se espera, os enche de alegria e fé, e desaparece deixando-os de novo esperando. Mas depois de Sua presença vem a confiança firme, a paz que já ninguém poderá arrebatar-lhes. Tudo se ilumina de uma luz nova. A Via-Lucis é o caminho da luz, da alegria e felicidade vividos com Cristo e graças à Cristo ressuscitado. Vamos viver com os discípulos sua alegria transbordante que sabe contagiar à todos. Vamos deixar-nos iluminar com a presença e ação de Cristo ressuscitado que vive para sempre entre nós. Deixemo-nos preencher pelo Espírito Santo que vivifica a alma.

Foto: Geovana Hoffmann
Texto: Diogo César da Rocha

Celebração dos Ritos de preparação imediata dos Catecumenos

Na Vigília da Páscoa celebramos os sacramentos da iniciação cristã – Batismo, Crisma e Eucaristia – dos adultos que se converteram à fé católica e se prepararam para serem cristãos. Pela manhã do dia 26 de Março, Sábado Santo, celebramos os ritos de preparação imediata dos eleitos aos sacramentos: com a recitação do Símbolo de Fé, Imposição do Nome Cristão, rito do “Éfeta” e a Unção com o óleo dos catecúmenos.

Foto: Marina Horn Espíndola

Ofício de Trevas, com Ofício da Descida de Cristo à Mansão dos Mortos – Sábado Santo

Dia 26 de Março, Sábado Santo, a paróquia se reuniu para rezar o Ofício de Trevas, com Ofício da Descida de Cristo à Mansão dos Mortos. Logo após os coroinhas se reuniram com nosso pároco, Padre Kelvin, para tomar um café e compartilhar momentos sobre a Semana Santa.

Fotos: Marina Horn Espíndola

Ação Litúrgica da Paixão do Senhor – Sexta-Feira Santa

Dia 25 de Março, Sexta-feira Santa, a Igreja recorda a crucificação de Cristo, o nosso “cordeiro pascal” que foi imolado no calvário. Neste dia, segundo antiga tradição, não celebra a Missa, mas na hora da morte do Senhor nos reunimos numa Ação Litúrgica onde somos convidados a ouvir a Palavra de Deus, rezar pela Igreja e pelo mundo, adorar o Senhor na cruz, e receber a Sagrada Comunhão.

Foto: Geovana Hoffmann e Marina Horn Espíndola

30 / 57«...1020...2829303132...4050...»